«que sentir é este sentir dos meus sentidos a sentir?»

«os sentidos são a engenharia da arte e o sentimento o projeto»

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

este é o dia




























haverá um dia
em que te darei a mão
e levar-te-ei comigo
ao outro lado do infinito

haverá um dia
em que te irei dizer
sussurrando baixinho ao ouvido
o lado de lá do verbo divino

haverá um dia
em que eu te darei o beijo
que guardo nos lábios (mais não pode ficar)
onde está um outro lado do sentido de amar

haverá um dia
em que eu queria ser o outro lado de mim
este é o dia

3 comentários:

Neusa disse...

Haverá um dia que mesmo morta, eu me lembrarei dos versos teus...
Poeta, eu adorei ler-te; tua poesia escorre pelos teus dedos!
Beijossss
Neusa

Zilda Amorim disse...

Haverá um dia em que sua poesia será reconhecida como o som da sua voz...
e o mundo se calará para ouvir.

Parabéns amigo poeta!!! Estarei sempre aqui...calada...para te ouvir.

Anónimo disse...

Mudamos muitas vezes a n/ forma de pensar, mas difícil é mudarmos a n/ forma de sentir. Esse teu "hoje" repetir-se-á em muitos amanhãs... Assim é o teu sentir! Lindo o que escreves e mais não digo... Beijo no teu coração.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...