«que sentir é este sentir dos meus sentidos a sentir?»

«os sentidos são a engenharia da arte e o sentimento o projeto»

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

sinto o imperfeito e a pecar vou morrer




















num dia em que dormia
ao lado de um santo
pedi ao céu que me mostrasse deus 
amaldiçoado apóstrofe (ou seria lúcifer)
- tremeram montanhas na minha boca
um violento sismo se deu
minhas mãos destruídas em cacos
as palavras abanaram na minha alma
e um alucinante desmoronar de letras
caiu dos céus como pássaros na vertical
mantive-me intacto sem receio
não queria desviar-me do purgatório
na espera de me transformar numa prosa:

- meu sangue foi consumido a jacto
começara o tempo em que me sentia morrer
não se ouviu gritos nem o meu gemer
tudo era um branco de silêncio devastado
e num crepúsculo vertiginoso
surgiu a ausência sideral de tudo
e sumptuoso fulgurar de nada

ainda hoje tento me reconciliar
soletrando palavras com deus
- não quero sentir mais terramotos
as minhas marcas já são tantas
há uma alma dorida fragilmente protegida
por ligaduras feitas de leves enganos
um coração que bate e não bate
entre um e outro pensamento de revolta
este prolongamento incompleto de mim
não exausta nem exala a perfeição de deus


ainda temo a calamidade deste estremecer
ainda sinto o imperfeito e a pecar vou morrer

5 comentários:

Vanda Paz disse...

Pacar até podes pecar... mas não morras por favor.

Beijo e Boas Festas

Eduarda disse...

Jorge,

já li tantas vezes este poema, que quase o sei de cor.

e não andamos todos por aqui a pecar?

uma viagem ao interior do eu, quase um trágico grito do imperfeito.

bj

Caliginoso disse...

Pecar é viver...

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
A FACE DOS SENTIDOS

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...

Flor Resiliente disse...

Parabéns ....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...