«que sentir é este sentir dos meus sentidos a sentir?»

«os sentidos são a engenharia da arte e o sentimento o projeto»

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

a imagem mais real de ti

(aconselho a ler ao som da musica da melodia do poema, em piano)



apaguei a luz do dia
para ter a certeza que não era noite
e que eu não dormia
(sonhos da noite são mentira)

então criei  um sonho para ti
o mais puro e autêntico

sonhado à luz extinta

destruí todas as palavras
para poderes ser perfeita
enganei as ilusões
para não seres fantasia

a escuridão se disseminará
na noite que está para chegar
e eu tenho a certeza
que mais não vou sonhar
e pela manhã eu terei a leveza
da tua voz e do teu sangue
espalhados nas folhas verdes
que se dissiparam no vento

não há que enganar
amanha vou ouvir a tua voz no mar
onde gaivotas te vão beijar
vou ver o teu sangue no pólen das flores
onde abelhas te vão acariciar

eu saberei ao certo que és tu
porque tudo tem teu nome
gravado na força desta poesia
onde as palavras são esquecidas
para desaparecerem neste dia

não pode restar sombra de duvida
nem o mínimo rasto de mentira
nesta improvável confissão que senti


senta-te ao piano e toca
a melodia de mozart - greensleeves


agora sim tenho esta verdade:
és para mim a imagem mais real de ti

1 comentário:

Isa disse...

Muito lindo!
já sou fã.
beijinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...