«que sentir é este sentir dos meus sentidos a sentir?»

«os sentidos são a engenharia da arte e o sentimento o projeto»

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

HOUVE...




















E a chuva recomeçou
com ela veio o vento
os relâmpagos e trovões
como quem resmunga comigo
em oitavas superiores
de agudas sinfonias
numa ansiedade
infrene e desastrada

Agora, tudo são escombros
que carrego aos meus ombros:
de um outrora coração
que te penetrou
e um corpo que te amou
E entre um silêncio
e outro te sonhou
num tempo que já passou

E a tua imagem embaciada
esboça a palavra branca
de uma quase saudade
e de irrisória dor

E vi uma luz vinda do céu
Seguida de um bramido
Que se espalha na cidade inteira
Será revolta ou será sentir?

A chuva desaba mais intensa agora
Talvez seja das lágrimas
que vêm com o cair das águas…

2 comentários:

Anónimo disse...

Passado existe se termos em conta que recordações existem no presente... "Será revolta ou sentir?" ... e mais não digo... Beijinhos ( Gostei bastante deste poema, parabéns! )

Jorge Oliveira disse...

O que houve... pode ainda existir... Obrigado e jinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...