«que sentir é este sentir dos meus sentidos a sentir?»

«os sentidos são a engenharia da arte e o sentimento o projeto»

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

LUZ DO HORROR




























Estranha ambição

esta de querer juízos
em subtis estados
defraudadores de equilíbrios
de ungidos passados.

Estranho vício

este de fantasias dos sentidos
que me arrepia e cala
as lunações dos silêncios
que jorram na minha fala.

Estranha doença

esta que me tira a presença
deste corpo paralisado no mundo
no templo profanado da minha crença
onde se prega o verbo surdo e mudo.

sim, sinto estranha dor

que me faz chorar sem qualquer lágrima
será este o choro da dor de amor
pelos vivos que não têm alma?
(sim, esses que matam com a luz do horror!)

3 comentários:

AnaMar (pseudónimo) disse...

De uma beleza estranha e que depois se entranha, este poema...

Jorge Oliveira disse...

Obrigado pelo comentário

Lua Erótica disse...

Chorar sem lágrimas... Haverá maior dor?
Triste, mas belo!

Beijo doce

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...